Notícias

Crianças de Nova Ubiratã (MT) ganham livros, brinquedos e novo espaço para aprender e se desenvolver

21/09/2017
Crianças de Nova Ubiratã (MT) ganham livros, brinquedos e novo espaço para aprender e se desenvolver

Com menos de 15 mil habitantes e de economia essencialmente agrícola, Nova Ubiratã (no interior do Mato Grosso) foi um dos municípios escolhidos para participar do Projeto Jeitos de Aprender, da Fundação Abrinq com patrocínio da COFCO BRASIL. Além das formações para qualificar os profissionais da Educação Infantil de Nova Ubiratã, o projeto promoveu uma reforma em um importante espaço do CEMEI Pequeno Anjo: a sala de leitura e brinquedoteca. Antes da reforma, as duas salas serviam de depósito de móveis e as crianças não tinham espaço adequado para ler e jogar.

A Fundação Abrinq e a COFCO BRASIL também doaram livros, jogos e kits educativos para o espaço e outras duas creches da cidade. “Para a COFCO BRASIL, participar do Projeto Jeitos de Aprender da Fundação Abrinq foi muito importante. Acreditamos que o contato com a comunidade local é essencial para o desenvolvimento em conjunto: sociedade e empresa. Afinal, investir nas crianças é investir no futuro!”, afirma Eliete Benetti, Coordenadora de Responsabilidade Social da COFCO BRASIL.

Na última semana de agosto, a sala de leitura e brinquedoteca foi inaugurada durante uma cerimônia preparada pelos educadores da creche com ajuda dos pais das crianças, que foram envolvidos durante todo o trabalho da Fundação Abrinq. O Projeto Jeitos de Aprender tem como um dos pilares o envolvimento familiar na vida educacional das crianças.

Para celebrar o encerramento do Projeto foi realizado um seminário para os profissionais da Educação Infantil. Durante o evento, mais aprendizados puderam ser compartilhados. Andreia de Sousa, especialista em Contação de Histórias, reforçou a importância do mundo mágico da leitura na vida das crianças. As professoras participantes do Projeto também tiveram a oportunidade de trocar experiências com as outras profissionais, contando um pouco do que elas puderam levar e proporcionar para as crianças nas salas de aulas.

Acompanhe a Fundação Abrinq nas redes sociais