Notícias

Estudo mostra que a desigualdade social começa na infância

Fri, 11/29/2019 - 10:00
Estudo mostra que a desigualdade social começa na infância

Na última quarta-feira (27), a Fundação Abrinq lançou a quarta e última publicação da série de estudos A Criança e o Adolescente nos ODS: Marco zero dos principais indicadores brasileiros – ODS 10, que analisa a desigualdade presente na sociedade brasileira, em especial, entre crianças e adolescentes.

Para isso o estudo contempla os principais indicadores nacionais referentes à educação, saúde e segurança, com recortes sociais como raça, renda, gênero, escolaridade e região. Os dados alertam que as desigualdades iniciadas na infância tendem, muitas vezes, a desenhar o destino das meninas e meninos do país. Ou seja, a privação ou concentração de oportunidades acontecem desde muito cedo. 

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 10 visa, justamente, reduzir as desigualdades dentro dos países e entre eles. 

“Temos na inteligência de indicadores uma de nossas principais estratégias de incidência política e essa publicação representa um esforço de construir um marco zero para a infância e a adolescência na Agenda 2030”, afirma Synésio Batista da Costa, presidente da Fundação Abrinq. 

A publicação está disponível para download aqui. 

Para marcar a divulgação da quarta análise, a Fundação Abrinq realizou um evento, em São Paulo, que contou com a participação de diversos atores no segmento. 

Na ocasião, Daniel Teixeira, advogado e coordenador de projetos na área de Desenvolvimento com enfoque em raça e gênero do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT), Thaiane Pereira, coordenadora de projetos na área de políticas educacionais no Todos pela Educação, Maria Gomes, consultora das Coordenações de Saúde da Mulher e da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde, e Felippe Angeli, coordenador de Advocacy no Instituto Sou da Paz, participaram do debate ao lado de João Cintra, responsável pela estratégia de indicadores da Fundação Abrinq, para dialogarem sobre os indicadores presentes no estudo.

Veja as fotos do evento aqui

Metas do ODS 10 que impactam diretamente as crianças e os adolescentes 

10.1 Até 2030, progressivamente alcançar e sustentar o crescimento da renda dos 40% da população mais pobre a uma taxa maior que a média nacional;

10.2 Até 2030, empoderar e promover a inclusão social, econômica e política de todos, independentemente da idade, gênero, deficiência, raça, etnia, origem, religião, condição econômica ou outra;

10.3 Garantir a igualdade de oportunidades e reduzir as desigualdades de resultados, inclusive por meio da eliminação de leis, políticas e práticas discriminatórias e promover legislação, políticas e ações adequadas a este respeito;

10.4 Adotar políticas, especialmente fiscal, salarial e de proteção social, e alcançar progressivamente uma maior igualdade. 

Saiba mais sobre ODS

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável integram uma agenda composta por 17 objetivos e 169 metas que envolvem ações mundiais e devem ser cumpridas até 2030. Trata-se de uma iniciativa adotada durante a Cúpula de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. 

Confira todas as publicações:

ODS-1-2-3-5
ODS-4-8
ODS-6-11-16
ODS-10